Dicionário da Capoeira

 

1 - Abadá - Calça de capoeira / camisolão comprido e folgado usado pelos nagôs, semelhante ao traje nacional da Nigéria.

2 - Abala - Currutela do verbo abalar. “Por -se em movimento”.

3 - Acarajé - Bolinho da culinária afro -baiana, feito de massa de feijão fradinho.

4 - Adufe - Pandeiro quadrado, usado amais de cem anos. A palavra vem do árabe ad - duff.

5 - Agogô - Instrumento de percussão utilizado na capoeira, de origem africana.

6 - Amazonas - Toque de berimbau.

7 - Angola - Nome de um país africano / um estilo tradicional da capoeira, a primeira capoeira.

8 - Angoleiro - Quem pratica a capoeira angola.

9 - Apelido - nome de guerra dado a um capoeira, geralmente ganha o apelido no batizado.

10- Arame - Fio de aço do berimbau, geralmente é arame de pneu.

11- Armada - Golpe de capoeira, gira o tronco, elevando a perna fazendo um semicírculo no ar.

12- Armada Pulada - Armada, elevando a perna que está no chão.

13- Arrastão -Golpe em que o capoeira coloca as mãos na parte extrema das pernas do adversário e puxa-os para o lado ou para frente, empurrando com o corpo com o objetivo de derruba -lo.

14- Aruanda - Lugar onde moram os orixás, cantados até hoje nas rodas.

15- Asfixiante - Soco aplicado na garganta do oponente.

16- Atabaque - Tambor primário utilizado na capoeira, feito com pele de animal distendida sobre um pau oco e percutida com as mãos e é de origem árabe.

17- - Movimento acrobático conhecido como estrela, de um lado para outro se ergue às pernas apoiando as mãos no chão ficando de ponta cabeça com as pernas abertas e em seguida cai com uma perna e depois a outra, fazendo um semicírculo no ar.

18- Aú Agulha - Estrela onde o indivíduo une as duas pernas no alto e, realizando movimento de repulsão com as mãos, dá um salto e cai em pé.

19- Aú Amazonas - Aú mortal, deita o corpo no ar e dá um giro de 360º, caindo em pé. Parafuso.

20- Aú Bandeira - Salto com apoio ao berimbau onde o indivíduo une as duas pernas lateralmente.

21- Aú Camaleão - Estrela onde o indivíduo dobra o braço, e sai caindo na negativa.

22- Aú Chibata - Estrela somente com uma mão de apoio no chão, onde a mão é do mesmo lado da perna que inicia o movimento.

23- Aú de Coluna - Movimento onde o indivíduo inicia com uma meia-lua de compasso e quando sua perna está no alto, solta com a outra perna uma meia-lua de frente, caindo com a perna que iniciou o movimento, tirando em seguida a mão desse mesmo lado do chão, impulsionando a outra mão para finalizar o movimento caindo em pé.

24- Aú Dublê - Estrela em que o capoeirista quando está no alto vira a cintura em sentido de uma ponte com uma perna só, tira a mão contrária à perna do chão, dando impulso com a outra mão para subir o corpo e finalizar o movimento caindo em pé.

25- Aú Fininho - Estrela onde o indivíduo inicia apoiando somente uma mão no chão, para no alto na posição da bananeira e finaliza retornando ao mesmo lugar sem completar a estrela.

26- Aú Martelo - Estrela em que o indivíduo para no alto, planta bananeira e bate as pernas esticadas paralelamente.

27- Aú Morcego - Movimento em que o capoeirista coloca uma mão no chão e da uma estrela com as pernas dobradas, estica-as para frente, chutando seu adversário com as duas pernas, e em seguida apóia a outra mão no chão, caindo em pé na posição aú agulha.

28- Aú Mortal - Aú sem as mãos no chão.

29- Aú Palito - Estrela em que o indivíduo para no alto, tira uma das mãos do chão , ficando na posição de bananeira com uma mão só, em seguida finaliza o movimento completando a estrela.

30- Aú Pico - Faz uma estrela, abaixa, coloca a cabeça no chão e faz um pico.

31- Aú  Pirulito - Movimento saindo da meia-lua de compasso, onde o indivíduo apóia somente uma mão no chão, gira o corpo e, em seguida, apóia a outra mão no chão completando uma volta de 360º.

32- Aú Quebrado - Entre com os cotovelos apoiados no chão.

33- Aú Role - Estrela onde o capoeirista cai na negativa e sai no role.

34- Aú Santo Amaro - O indivíduo faz uma estrela e ao tocar uma perna no chão faz outra estrela para o lado oposto.

35- Aú Tesoura - Estrela onde o capoeirista para no alto e cai dando uma tesoura no adversário.

36- Aú Virgulino - Movimento em que o indivíduo sai na meia-lua de compasso, enverga o corpo e finaliza o movimento num aú agulha.

37- Aviso - Toque de berimbau usado para avisar a chegada do capitão-do-mato, feitor ou polícia.

38- Axé - Energia boa na roda, quanto estão todos respondendo o coro e batendo palmas.

39- Balão Cinturado - Golpe em que o indivíduo, de costas para o oponente, abaixa-se, encaixa sua cintura abaixo da cintura de seu adversário, fazendo uma alavanca, puxa-o pelos braços e arremessa-o no chão lateralmente / jogo combinado de acrobacias.

40- Bamba - Alguém perito no jogo da capoeira, sabe tudo.

41- Bananeira - Posição em que se fica de cabeça para baixo com o corpo apoiado pelas mãos e as pernas para cima.

42- Banda - Golpe desequilibrante, onde o pé do capoeira acerta o pé de apoio do oponente.

43- Banda de costas - O capoeira pega o oponente por trás, fazendo uma alavanca com a perna a e empurrando o peito com a mão.

44- Bangalô - Rancho de palha, casa de palha bem rústica.

45- Banzo  - Doença da tristeza, saudade, nostalgia.

46- Baraúna - Árvore grande. Termo tupi de ybiráuna, a madeira preta.

47- Barra-vento - Termo náutico: “lado onde sopra o vento”. Toque de atabaque para o jogo de “maculelê” com facão é mais rápido que o maculelê.

48- Bate-coxa - Variante de capoeira, onde improvisa -se uma roda, a luta para quando um dos lutadores desiste.

49- Batizado - Onde o capoeira faz o seu primeiro jogo oficial, jogando com mestres ou professores, recebendo sua graduação de acordo com o nível técnico adquirido durante determinado tempo de treinamento.

50- Batuque - Jogo semelhante ao da capoeira, onde oponentes dão pernadas um no outro tentando derrubar.

51- Benção - Golpe desequilibrante e traumatizante de capoeira, que atinge o adversário com um pontapé frontal com o solo do pé.

52- Berimbau - Instrumento de percussão comanda a roda de capoeira, manda no ritmo e no jogo.(cabaça, arame e um pedaço de pau.).

53- Berimbau de boca - Tipo de berimbau usado por velhos angoleiros, e cuja corda, de capo-tambo, era dedilhada ou percutida com uma faca ou vareta, á medida que o tocador corre os dentes por ela para obter efeitos variados de som.

54- Besouro Mangangá - Lendário capoeirista de Santo Amaro /BA.

55- Bico de Papagaio - Movimento acrobático em que o capoeirista apóia uma das mãos no chão, ao lado do corpo, elevando as duas pernas, chutando em direção ao próprio rosto com a perna contraria a mão de apoio.

56- Bimba - Mestre de capoeira que criou o estilo Regional.

57- Biriba - Madeira da qual é feito o berimbau.

58- Boca de Siri - Golpe onde o capoeirista puxa para frente, segurando na boca da calça das duas pernas do adversário com o objetivo de derruba -lo.

59- Brincar - “Jogar”.

60- Cabeçada - Golpe desequilibrante e traumatizante em que o capoeirista se lança de cabeça contra o adversário.

61- Cabecero - Corrutela de Cabeceiro.

62- Camará - Compadre; colega do capoeira; Corrutela de camarada; companheiro, parceiro de jogo ou de roda.

63- Camboatá - Peixe de água doce / “o que anda pelo mato”.

64- Candieiro - Lanterna feita de lata, o combustível é o querosene.

65- Capim Cortado - Negativa em que o indivíduo arrasta a perna para trás, em movimentos circulares contínuos.

66- Capitão do Mato - Indivíduo que se dedica à captura de escravos fugitivos.

67- Capoeiras - Jogo atléticos, constituídos por um sistema de ataque e defesa, de caráter individual e origem folclórica genuinamente brasileira, surgida entre os escravos procedentes da África, no Brasil Colônia, e que, apesar de interessante perseguido até as primeiras décadas do século XX, sobreviveu à repressão e atualmente se amplia e se institucionaliza como prática desportiva regulamentada.

68-  Capoeira Angola - Capoeira que surgiu na época da escravidão. Possui ritmo lento, trabalha com a ginga e malícia dos jogadores.

69- Capoeira Regional - Capoeira mais defensiva, onde os movimentos são mais rápidos, há a introdução de golpes de outras lutas e o jogador está quase sempre de pé. Tem caráter desportivo, é praticada com método, exercícios físicos, possui regras e pode ser praticada em campeonatos.

70- Capoeirista - Jogador de capoeira.

71- Cavalaria - Toque de berimbau usado para avisar a aproximação indesejada, senhores de engenho, capitão do mato e mais tarde a polícia.

72- Caxinguelê - Menino que joga capoeira.

73- Caxixi - Chocalho, saquinho de palha ou cipó, com o fundo de cabaça, que acompanha o berimbau, tocado junto à mão que segura a baqueta.

74- Chapa - Golpe traumatizante em que o capoeirista, de lado para o adversário, eleva uma perna flexionada e estende chutando o abdômen com a planta do pé.

75- Chapa de Chão - Golpe em que o capoeirista, de lado para o adversário e com as duas mãos e um pé no chão, eleva a outra perna flexionada e estende chutando o oponente com a planta do pé.

76- Chapa Giratória - Golpe traumatizante onde o capoeirista gira o tronco e aplica a chapa.

77- Chapa Pulada - Golpe em que o capoeirista salta para frente aplicando a chapa no adversário.

78- Chapéu de Couro - Movimento em que o indivíduo desce na negativa e sobe no martelo voador.

79- Chula - Pequenas canções de improviso que seguem a ladainha, geralmente é cantada para alguém que está na roda.

80- Chulipa - Golpe desequilibrante e traumatizante em que o capoeirista primeiro chuta o calcanhar do oponente e em seguida aplica o martelo.

81- Cintura Desprezada - Jogo de Balão, ou seja, movimentos em que o capoeirista arremessa seu adversário para o chão.

82- Cocorinha - Movimento de esquiva em que o jogador fica de cócoras, com uma das mãos no chão e a outra na guarda, defendendo o rosto.

83- Cocorinha Lateral - Movimento de esquiva em que o jogador fica de lado, de cócoras não tão baixa com os dois braços na guarda, defendendo o rosto.

84- Coice de Mula - O capoeirista planta uma bananeira ou entra com um aú, encolhe as pernas e estende no peito do adversário.

85- Coité - Fruta redonda de casca dura que depois de seca também pode ser usada no lugar da cabaça no berimbau; Localidade no estado da Paraíba.

86- Comprar Jogo ou Jogo de Compra - Um capoeira que está na roda batendo palma ou tocando instrumentos, entra na roda, posicionando -se de frente para o jogador com que vai jogar e as costas para quem vai sair, que geralmente entrou primeiro quando não depende de graduação para jogar na roda.

87- Contra-golpe - Contra ataque, responder a uma iniciativa.

88- Contra-Mestre - Uma graduação anterior a de Mestre, anos de dedicação e estudo a capoeira.

89- Corda - Corda feita de algodão que o capoeirista coloca na cintura para identificar a sua graduação.

90- Cordão - mesmo que corda.

91- Cordel - Corda transada de lã ou nylon, também usadas por capoeiristas para identificar a graduação.

92- Corridos - Aceleração do ritmo que o caracteriza, juntamente com o verso do cantador que é curto e o refrão do coro que repete parcial ou total.

93- Corta-Capim - O mesmo capim-cortado com diferença que arrasta a perna em sentido contrário, ou seja, para frente.

94- Crocodilagem - Armação em que no jogo duro em que se submete, o capoeira a uma situação de inferioridade e deslealdade.

95- Cutilada - Golpe aplicado com a mão aberta e na posição horizontal atingindo o adversário com a ponta dos dedos.

96- Dandara - Nome da mulher de Zumbí dos Palmares.

97- Dobrão - Forma de moeda feita de aço, bronze e ouro.

98- Esquenta Banho - Luta de capoeira sem acompanhamento de instrumentos, após a aula na academia de Bimba para um jogo rápido e apressado.

99- Esquiva - Movimento de defesa.

100- Esquiva Atrás ou na Ginga - Movimento de defesa em que o indivíduo flexiona uma perna e estende a outra para - atrás, colocam o joelho no peito, braço na guarda e a mão do lado da perna flexionada.

101- Esquiva Lateral ou de Frente - Movimento de defesa em que o indivíduo flexiona uma perna e estende a outra para o lado, inclinando o corpo para o lado da perna flexionada, com a mão no chão do lado da perna, dando as costas para o golpe, sempre saindo.

102- Esquiva Lateral Alta - A mesma lateral, sem a mão no chão.

103- Eu ia - Movimento em que o indivíduo ameaça dar uma ponteira e dobra a perna atrás da perna estendida, formando um quatro.

104- Faca de Ticum - Faca de madeira ou de palmeira.

105- Faca de Tucum - Faca de osso, de animal ou de gente.

106- Feitor - Capataz.

107- Floreios - Movimento acrobático no chão ou no ar são movimentos bonitos da capoeira, saltos, giros de mão ou de cabeça, enfeitam a capoeira.

108- Formatura - Cerimônia que consagra um novo Mestre de Capoeira.

109- Galopante - Golpe lateral traumatizante aplicado com uma das mãos abertas, na lateral do rosto do oponente.

110- Gameleira - Árvore de grande porte utilizada par fabricação de canoas, vasos e gamelas.

111- Jereba - Nome próprio ou apelido.

112- Ginga - Balanço do corpo de um lado para outro, ritmado, que exprime cadência no jogo da capoeira.

113- Godeme - Golpe traumatizante aplicado com o cotovelo.

114- Golpe - Movimento de ataque e defesa.

115- Golpe desequilibrante - Golpes que visam tirar o adversário do eixo, desequilibrando-o.

116- Golpe Direto - Golpes em que se aplica de frente, sem girar o corpo. Ex. ponteira, benção, martelo, pisão... .

117- Golpe Traumatizante - Socos, chutes e cabeçadas.

118- Graduado - todos que tem alguma graduação na capoeira, mas geralmente é usado para denominar pessoas mais antigas na capoeira.

119- Gravata - Golpe sufocante aplicado com o braço no pescoço do adversário.

120- Gunga - Berimbau com a cabaça bem grande.

121- Iaiá - Diminutivo de sinhá, senhora.

122- Iaiá, Ioiô - Termos usados por escravos às filhas e filhos dos senhores de engenho ou feudais.

123- Ioiô - Diminutivo de senhô, senhor.

124- Idalina - Jogo e toque de capoeira coma utilização de navalhas.

125- - Interjeição que a capoeira significa silêncio ou atenção, pare ou usado para interromper um jogo ou para trocar de jogadores e começar e finalizar rodas.

126- Instrutor - Estágio onde o aluno se prepara para ser professor.

127- Iuna - Toque de berimbau sem canto criado por Mestre Bimba, jogado por alunos mais graduados e se predomina o floreio, é um “jogo bonito de se ver”; É também um toque fúnebre, tocado na morte de um capoeira.

128- Jogo - Movimentos que dois capoeiristas fazem, um com ataque e o outro se defendendo e contra-atacando, dentro de um ritmo. Jogo de capoeira.

129- Jogo de Dentro - Jogo semelhante ao de angola onde prevalece à técnica de seus praticantes.

130- Jogo Duro - Jogo de regional arrochado de contato, para pegar mesmo.

131- Jogo de Fora - jogo de capoeira regional, mais solto.

132- Ladainha - Canto usado para iniciar a roda de capoeira, onde o capoeirista narra uma estória ou período da escravidão ou enaltece algum capoeirista por seus feitos heróicos.

133- Leque - Movimento acrobático em que apóia uma das mãos no chão, ao lado do corpo, elevando as duas pernas, chutando rumo ao próprio rosto com a perna contrária a mão de apoio.

134- Leque de Cotovelo - o mesmo do leque, só que apóia com o cotovelo no chão.

135- Ligeiro - Rápido, ágil, esperto.

136- Luanda - Capital de Angola, uma cidade africana.

137- Macaco - Movimento acrobático em que o capoeira apóia uma mão no chão atrás do corpo agachado e salta apoiando a outra mão, levando os pés juntos ou separados.

138- Macaco Arrependido - Faz o macaco, para no alto e retorna em uma mola (quique de cabeça).

139- Macaco Invertido - Faz o macaco, no alto gira 180º.

140- Macaco Pulado - Movimento em que o capoeirista apóia uma mão no chão e salta com os dois pés juntos de lado, tendo como alvo seu adversário.

141- Maracangalha - Designa um lugarejo no estado da Bahia. Famoso no mundo da capoeira, devido às inúmeras façanhas do terrível capoeirista Besouro.

142- Martelo - Golpe traumatizante em que o indivíduo levanta a perna flexionada estendendo e chutando o rosto do adversário com o dorso do pé, tendo o pé de apoio e o tronco virado para o lado em que a perna levanta e chuta.

143- Martelo Cruzado - Golpe traumatizante em que o capoeirista ameaça dar uma rasteira e sobe aplicando um martelo.

144- Martelo Rodado - O capoeirista dá um giro como armada, batendo a outra perna que estava apoiada como um martelo, girando e voltando a posição de ginga.

145- Meia-Lua de Compasso - Golpe traumatizante em que o capoeirista da um passo, ficando de costas para o oponente, flexiona uma perna, apóia as duas mãos no chão (ou uma só) e ergue a outra perna fazendo um semicirculo no ar, retornando a posição de ginga.

146- Meia-Lua de Frente - Golpe em que o indivíduo ergue a perna na posição de base ou ginga com a de trás, descrevendo um semicirculo de fora para dentro no ar, retornando a posição de base ou ginga.

147- Mestre - Nível mais elevado da capoeira.

148- Mola - Movimento acrobático em que o indivíduo põe as duas mãos no chão, tenta colocar o pé no nariz e joga o corpo para frente parecendo que deu um quique de cabeça.

149- Mortal Chutado - Movimento acrobático em que o indivíduo da um ponteiro, virando em seguida um salto mortal de costas.

150- Mortal de Costas - Movimento acrobático em que o capoeirista salta para trás sem colocar as mãos no chão, caindo em pé.

151- Mortal de Frente - Movimento acrobático em que o capoeirista salta para frente sem colocar as mãos no chão, caindo em pé.

152- Mortal de Perna - Salto onde o capoeirista estende uma das penas e o seu companheiro de jogo segura-a jogando para cima ajudando a fazer um mortal.

153- Mortal Duplo - O capoeirista da um mortal e dois giros no ar.

154- Mortal Esticado - O indivíduo da um mortal e estica o corpo no alto.

155- Mortal Jogado - Salto onde o capoeirista pisa nas mãos cruzadas do camarada de jogo e é jogado para trás fazendo um mortal e caindo em pé.

156- Mortal Meia-Pirueta - Mortal onde o indivíduo da um giro de 180º graus no ar e cai em pé, mortal invertido.

157- Mortal Pirueta - Movimento acrobático onde o indivíduo da um salto fazendo um giro de 360º graus no ar em rotação do tronco e por cima dele mesmo (gira em dois sentidos ao mesmo tempo), caindo em pé.

158- Navalha - Instrumento cortante, usado no jogo de capoeira no início do século, que consta de uma lâmina e de um cabo com dispositivo para resguardar o fio da mesma lâmina, quando se fecha.

159- Negativa - Movimento de esquiva em que o jogador tendo uma das mãos apoiada no chão e a perna do mesmo lado semi-estendida para frente senta-se no calcanhar, agachando na outra perna que está dobrada.

160- Negativa de Angola - O indivíduo na posição da negativa apóia as duas mãos no chão do lado da perna que esta estendida e olha para o adversário por baixo do braço do lado da perna que esta dobrada.

161- Palmares - O maior dos quilombos, ficava em Alagoa, cerca de 100 mil negros.

162- Pandeiro - Instrumento de percussão utilizado na capoeira, composto de um aro circular de madeira guarnecido de soalhas, e sobre o qual se estica uma pele, bati com a mão, cotovelos, joelhos e até mesmo com os pés.

163- Papai Quero Voar - Mortal onde o indivíduo é ajudado por um colega que coloca as mãos com as palmas viradas para cima embaixo dos seus pés dando impulso para realizar o movimento.

164- Parada de Angola - Usado no jogo de angola, para descansar ou para trair o oponente.

165- Parada de força - Toda parada de mão em que os pés apontam para o chão e o indivíduo utiliza-se de força física.

166- Parada de Mão - O mesmo que bananeira.

167- Parada de Sete - Ponte onde o indivíduo tira os pés do chão segurando o corpo com a força de suas mãos.

168- Parafuso - Movimento em que o indivíduo da uma armada e simultaneamente chuta um martelo com a outra perna, caindo primeiro com a perna que deu a armada e depois com a que deu o martelo, finalizando o golpe na mesma posição.

169- Parafuso Mortal - Parafuso em que o capoeirista une as duas pernas no ar e cai com as duas pernas ao mesmo tempo.

170- Passada - Movimento que o capoeirista faz geralmente para derrubar ou passar para as costas do adversário.

171- Pastinha - Vicente Ferreira Pastinha (1889 - 1983) - Mestre de Capoeira Angola muito famoso e um dos mais importantes, pois ele que “resgatou” a capoeira angola, que é à base de toda a capoeira, ele pegou a capoeira de rua e deu objetivos e fundamentos, organizou e moralizou a capoeira angola, montou academia em Salvador.

172- Patuá - Amuleto protetor.

173- Pé do Berimbau - Posição em frente ao berimbau.

174- Pião - Movimento em que o indivíduo apóia a cabeça e as mãos no chão, abre as pernas, da um impulso com as mãos tirando-as do chão e dando um giro de 360º graus.

175- Pisão - Golpe traumatizante onde o capoeira lança rapidamente a perna que está atrás da ginga ou na base, contra o adversário atingindo a região do abdome com o calcanhar.

176- Pulo do Gato - Salto de costas em que o indivíduo coloca as duas mãos no chão gira e cai em pé.

177- Pulo do Gato de Frente - Salto para frente com as duas mãos no chão.

178- Puxada de Rede - Peça teatral, encenada por capoeiristas, que simula uma pescaria, e geralmente é demonstrada em apresentações e cerimônias de batismo.

179- Quadra - As quadras são pequenas ladainhas com versos compostos de quatro a seis linhas sem interrupção, de conteúdo variável, algumas vezes fazendo sotaques ou advertências jocosas a algum companheiro ou fatos ou lendas de roda.

180- Queda - Caminho ‘básico para perder vantagem no jogo. Levar o companheiro ao solo.

181- Queda de Quatro - Cocorinha ou esquiva onde o indivíduo enverga o corpo para trás e apóia as duas mãos no chão.

182- Queda de Rim - Movimento em que o indivíduo, na posição negativa, flexiona o braço do lado da perna que esta estendida, deixa as duas mãos paralelas e eleva as duas pernas para cima.

183- Queda de Três - Cocorinha ou esquiva onde o indivíduo enverga o corpo para trás e apóia as duas mãos no chão e deixa um pé levantado como se fosse dar uma ponteira para se defender do oponente.

184- Queixada - Golpe em que o capoeirista cruza uma perna por trás da outra, ficando de lado para seu adversário, levantando a perna que esta na frente descrevendo um semicirculo no ar, retornando à posição inicial.

185- Queixada de frente - Golpe em que o indivíduo levanta a perna que está atrás no movimento da ginga, descrevendo um semicirculo de dentro para fora no ar, retornando à posição inicial.

186- Queixada de Gancho - Golpe em que o indivíduo levanta a perna que está atrás no movimento da ginga, descrevendo um semicirculo de dentro para fora no ar, como na queixada quebrando o movimento puxando o calcanhar para trás dando uma calcanheira.

187- Queixinho - Chute frontal em que o adversário ergue a perna flexionada, estendendo-a com o objetivo de chutar embaixo do queixo do adversário, parece a ponteira.

188- Rabo de Arraia - Meia lua de compasso sem as mãos no chão.

189- Rasteira - Golpe desequilibrante em que o capoeirista, apoiando uma das mãos, se agacha sobre uma perna, enquanto a outra, esticada, descreve um semicirculo para frente, procurando arrastar e derrubar o adversário.

190- Rasteira Baiana - Rasteira onde a perna que arrasta o adversário, descreve um semicirculo para trás. Pode ser chamada de rasteira ao contrário.

191- Roda - Círculo formado por capoeiristas onde duas pessoas, ao centro, jogam capoeira, sendo substituídas por outras ao decorrer do jogo, enquanto as pessoas que estão em volta batem palmas e respondem o coro cantado e tocado por capoeiristas.

192- Roda de Pau - Jogo de capoeira mais agressivo, com golpes traumatizantes, onde os capoeiristas estão quase sempre em pé e tem como alvo acertar o oponente.

193- Roda Gigante - Movimento em que o capoeirista faz um macaco em pé, jogando uma perna e depois a outra.

194- Rolamento de Costas - Movimento que se faz girando o corpo para trás, sobre a cabeça, e voltando a posição normal.

195- Rolamento de Frente - Movimento que se faz girando o corpo, para frente ou para trás, sobre a cabeça e caindo de lado.

196- Role - Movimento em que o capoeirista desce na negativa fazendo uma volta de 360º graus para o lado em que a perna esta esticada, retornando a posição de ginga.

197- S Dobrado - Ameaça de rasteira onde o capoeirista na posição da negativa, chuta para trás com a perna que está estendida, subindo num macaco sem colocar o pé no chão.

198- Samba de Roda - Roda de capoeira para homens e mulheres, sempre em casais, onde estas sambam e se divertem.

199- Samba Duro - É o samba só para homem, onde eles sambam e emitem golpes tentando derrubar os adversários.

200- Santa Maria - Toque de Berimbau.

201- São Bento - Santo protetor dos capoeiras.

202- São Bento - Grande de Bimba - Toque de berimbau, inventado por Mestre Bimba.

203- São Bento Grande Regional - Toque de berimbau inventado por Mestre Bimba.

204- São Bento Pequeno - Toque de berimbau.

205- Sapinho - O capoeirista faz uma negativa, trocando-a de lado para outro sucessivamente.

206- Senzala - Local onde morava a escravaria, sob o comando de um senhor / Também é o nome do grupo de capoeira mais famoso do Brasil Centro Cultural Senzala de Capoeira Fundado em 1964 por Mestre Peixinho.

207- Seqüência de Bimba – Seqüência de golpes e movimentos criados por Bimba para a Capoeira Regional.

208- Sinhá - Corrutela de Senhora.

209- Senhô - Corrutela de Senhor.

210- Suicida - Salto para cima seguido de rolamento.

211- Ticum - Faca de madeira.

212- Tucum - Faca de osso de animal ou de gente.

213- Telefone - Tapa que se aplica, simultaneamente, com as mãos em concha, nos dois ouvidos do adversário.

214- Tesoura de Costa - Golpe desequilibrante em que o capoeirista entra numa rasteira baiana, coloca uma das mãos no chão, jogando a outra perna no abdômen do adversário, derrubando-o para trás.

215- Tesoura de Frente - Golpe desequilibrante em que o capoeirista entra numa rasteira de frente, jogando a outra perna no abdômen do adversário, colocando as duas mãos no chão, derrubando-o para trás.

216- Tesoura de Pescoço -Golpe desequilíbrante em que o capoeirista, apoiando as mãos no chão, procura prender com as pernas o pescoço do adversário para derrubá-lo.

217- Tesoura Voadora - Tesoura de frente onde o oponente pula para aplicar o golpe.

218- Tombo da Ladeira - O capoeirista dá uma estrela, o oponente entra em baixo do golpe, aplica uma cabeçada e puxa-o em seguida pelos braços, arremessando -o para frente, o capoeirista sai num mortal de frente.

219- Vadiar - Jogar capoeira por prazer, por divertimento; na época da escravidão a vadiação era nas horas de lazer e descanso.

220- Vara ou Verga - Pedaço de madeira que é composto o berimbau.

221- Vingativa - Golpe em que o indivíduo posiciona-se lateralmente e coloca uma das pernas atrás das pernas do adversário empurrando-o para trás com o braço aberto.

222- Voadora - O capoeirista corre e aplica uma chapa pulada.

223- Volta ao Mundo - Quando dois capoeiristas interrompem o jogo, correndo em círculo e descansando em seguida, cuidado, está dentro da roda.

224- Vôo do Morcego - O indivíduo corre e salta com os dois pés juntos no adversário.

225- Zum-zum-zum - Fofoca, comentários.

 

Patrocinadores

Vídeo do Mês

galeria

Sample image

Visitantes Online

Nós temos 7 visitantes online